Relatório: “Novas Oportunidades” sustentam sucesso de Portugal, diz OCDE

O programa “Novas Oportunidades” empurrou Portugal para a maior taxa de obtenção de diplomas de final do ensino secundário no espaço da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE), segundo um relatório divulgado hoje em Paris.

As Perspectivas da Educação 2011, apresentadas hoje oficialmente em Paris pela OCDE, salientam também, entre outros indicadores, que os salários dos professores em Portugal aumentaram na última década bastante acima do PIB médio do país.

Portugal tem a maior taxa de obtenção de diplomas do final do ensino secundário (96 por cento) e apenas a Eslovénia rivaliza com uma taxa tão alta.

A taxa de obtenção do diploma subiu 34 por cento de 2008 para 2009, refere o estudo da OCDE.

O novo relatório de indicadores de educação, com mais de 500 páginas, mostra que cerca de 35 por cento, ou “mais de um terço”, dos diplomados têm mais de 25 anos.

“Em Portugal, o programa ‘Novas Oportunidades’ foi lançado em 2005 para oferecer uma segunda oportunidade àqueles que interromperam os estudos numa idade precoce ou que estão em risco de o fazer, ou ajudar aqueles que já estão entre os [trabalhadores] activos mas desejam aumentar o seu nível de qualificações”, sublinha o documento da OCDE.

O relatório da OCDE mostra igualmente que Portugal é um dos países onde “é mais saliente a diferença entre a taxa de obtenção de diploma feminina e masculina”, reforçando a tendência de a taxa feminina ser cada vez mais elevada do que a masculina.

“Na quase totalidade dos países da OCDE, as mulheres passaram a ter mais hipóteses do que os homens de concluir os estudos secundários. A tendência histórica inverteu-se”, nota o documento agora divulgado.

Desde 1995, que o Chile e Portugal apresentam uma taxa de obtenção de diploma do ensino secundário mais elevada, sublinha também o relatório, dado que “as respectivas taxas anuais de crescimento representam mais do dobro da taxa média da OCDE entre 1995 e 2009”.

As taxas de obtenção de um diploma do secundário “ultrapassam os 75 por cento em 21 dos 28 países para os quais existem dados disponíveis”. …

in Público

13 de Setembro 2011

O relatório encontra-se acessível aqui.

One response to “Relatório: “Novas Oportunidades” sustentam sucesso de Portugal, diz OCDE

  1. A cultura não se herda, conquista-se. Foi isto que milhares de pessoas fizeram ao frequentar as Novas Oportunidades, como eu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s